Geração Y: instáveis e conectados

Gerações 21 ago 2019

Conhecida também como “Geração do Milênio” ou “Geração Digital”, a Geração Y é constituída por pessoas que nasceram entre 1980 e 1990. Foram criadas em tempos de grandes avanços tecnológicos e em uma época de economia estável. Viram surgir os tablets, smartphones e as redes sociais. É também a geração do consumo, das compras via internet e dos shoppings. Por isso, essa é a primeira geração que realmente podemos chamar de globalizada.

A Geração Y cresceu em meio a muita ação, estímulo de atividades variadas e tarefas múltiplas. Acostumados com a rapidez para conseguirem o que querem, os jovens “Y” dificilmente sujeitam-se a tarefas subalternas. Assim como os membros de sua geração, criados realizando diversas tarefas ao mesmo tempo, os produtos tecnológicos lançados para os Y aglomeram múltiplas funções. Aliás, graças a essas tecnologias, os profissionais da Geração Y são os “profissionais Wi-Fi’’: seus cargos podem ser exercidos no modo home office e em qualquer lugar, desde que haja uma boa conexão de internet.

  • Estão sempre em busca de novas tecnologias;
  • Procuram informação fácil e imediata;
  • Compartilham tudo o que é seu: dados, fotos, hábitos. etc.

Este grupo, sedento por informações e novidades a todo o tempo, tornou-se o alvo perfeito para as empresas que oferecem novos serviços tecnológicos. Além disso, a Geração Y tem um ponto de vista diferente da Geração X: concentram suas preocupações no meio ambiente e em causas sociais.